Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 20 years ago, I’m 40. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

Triatlo PORTERRA Abrantes - Prova Aberta:


Bom desporto,

Esta foi a primeira vez que me esforcei para atingir um 7º lugar!!!

A natação foi descoordenada - ausência de treino.


No BTT ultrapassei 4 atletas e fui ultrapassado por um. Nos 10K continuo a perder para as rodas 29, os pneus nas partes técnicas sem tração e a derrapagem na descida a alta velocidade fez-me levantar o corpo...


Na transição para a corrida, a indicação de ir em oitavo, fez-me continuar "a arfar", na última subida até caminhei, na descida voltei a insistir.

Uma hora de esforço a que não estou nada habituado. Nada!


A insulina que coloco nestas provas é praticamente a de um dia normal de trabalho. Confirmo antes da prova, antes já reduzi poucas unidades de basal e dou “a normal” de rápida.

Bebi Vitargo Electrolyte concentrado durante o BTT, para não ter hipo e controlo no após para evitar a hiper seguindo uma normal alimentação, claro que estes pormenores podem ser sempre compensados nas unidades de rápida vs alimentação, em função do que o nosso corpo “diz” da prova...


Tem dias que a minha diabetes nem me pode encarar!

Continuem,

casf

My english version

Good sport,

This was the first time I struggled to achieve a 7th place!!!

Swimming was uncoordinated - Training absence.

MTB I surpassed 4 athletes and I was overtaken by one. In 10K keep losing to the 29’’, tires in technical parts without traction and slippage in high-speed descent made me lift the body...


In the transition to run, the indication going on eighth, made me continue "to gasp", in the last climb I even walked, in the descent back to insist.

An hour of effort I'm nothing used to. Anything!

The insulin I put on these events it’s almost the same from a normal working day. I confirm before the race, much before I've narrowed a few units from the basal and give the "normal" from the fast insulin.


I drank Vitargo Electrolyte concentrate during mountain bike, to not have hypo and control after to prevent hyper following a normal diet, clear that these details can always be compensated in the fast unit’s vs food, depending on what our body "tells" about the event...

There are some days my diabetes not even can face me!

Continue,
casf

Novos equipamentos blue O / Changing Diabetes

Bom desporto,
AOS INTERESSADOS EM ADQUIRIR EQUIPAMENTOS "blue O / Changing Diabetes":
Está a ser preparada encomenda, com o nOvO design...
As condições pretendidas pela Fullwear são, pelo menos 10 unidades de qualquer uma das peças do equipamento.

AVISO IMPORTANTE:
O vosso pedido terá de ser efectuado directamente à Fullwear com o modelo pretendido (NÃO GARANTO OS TAMANHOS DA TABELA REFERIDA).
A Fullwear realiza-vos o orçamento... e envia directamente para a vossa morada.


DATA DE FIM DE PEDIDO:
Os pedidos devem ser realizados a "geral@fullwear.pt", no decorrer do mês de Agosto 2015, com o objectivo de atingir as 10 unidades, dando-se assim ao inicio de todo o processo.
InteressadO? Manda mail o quanto antes!
Atenção, a Fullwear está de férias o mês de Agosto, não esperes resposta imediata!


NOTA:
O modelo de triatlo é personalisável, como se vê no exemplo.
No modelo de running, o mais genérico, foi deixado um espaço para personalizar a gosto, nome ou algum apoio pessoal.


A quem adquirir equipamento peço que me indique, para ter uma ideia do crescimento do Projecto blue O.

# calças inverno, casaco, Jersey e calção, t-shirt run, fato triatlo, fato duatlo, camisola enduro/DH

ObrigadO,
casf









TMBI #3 Serra da Estrela

Boas pedaladas,

Esta maratona, que vai na 4ª edição, está rotulada como sendo das mais difíceis do país. A Extreme são 100K com 4000+. Pelo meu ritmo de treino a de 50K (Race), é mais que suficiente.

A saída dada em sentido descendente tinha vários sinais de perigo em algumas descidas - na Serra da Estrela podemos contar com muita pedra solta - houve algumas em que aumentei a preocupação de ir na minha roda 26'' com pneus 2.00, contam-se pelos dedos os que se apresentam numa maratona com esta roda, está completamente desactualizada e "carecas" como estão, rasgar um pneu era fácil.


Até ao Tortosendo tive de pedalar e bem para descer, fiquei bastante para trás na cautela das descidas, uma paragem para um abastecimento liquido - o dia estava bastante estival - uma foto e eis os single tracks referidos pelo Marco Macedo no briefing, passávamos por entre casas perdidas no meio da Serra da Estrela, os residentes apareceram para ver os "loucos das bikes" com as suas lycras nos caminhos que os levam às suas hortas. Passei pelo Marco, fotografava e estava ao telemóvel e ainda respondeu ao meu olá... Perto do final desta secção, com alguns drops pelas pedras, quase larguei a bike em direcção ao chão, não fosse a "minha veia acrobata", uufff!!!


No 1º abastecimento sólido medi 262mg/dL, sem ter dado rápida e reduzindo a basal para os 2000+, neste local levávamos uns 300+, comi pouco, sobretudo fruta e hidratei bastante com água. Por esta altura já estava sozinho, começavam as subidas propriamente ditas, algumas por entre caminhos abertos propositadamente, nos quais a sensação de calor com a vegetação a tocar-nos nas pernas e nos braços, tem alturas que me arrependo de dizer: "Eu gosto de pedalar com calor"!!!. É uma bênção da Natureza a polinização já estar a terminar!!!

Antes de chegar ao 2º abastecimento (Cortes do Meio), na base do helicóptero, a frase "padrão" de quem chegava ali era se nos podiam levar até lá acima, mas perante a negatividade estava o delicioso abastecimento, chouriça assada - deliciosa - morcela, queijo fresco ao lado do frasco de pimenta, água fresca, sumos, cola, bolos, fruta. Agradeci à Srª que dispôs a mesa, aos elementos da organização, refiz o Electrolytedireccionei-me para outra subida.

Para voltarmos às Penhas da Saúde era uma questão de olhar para cima e seguir as marcações dos trilhos, uns mais acentuados que outros, foram 20K, por vezes a inclinação abrandava, mas noutras agradeciam-se bastante os 3 pratos que a bike tem - cansei a "avozinha" - ao meu ritmo realizei os 53K com 1570+ passadas 4:42:03h, antes do almoço e depois do Vitargo Protein "estavam" a 172mg/dL.


A prova não me cansou, se a posso caracterizar assim, mas comparativamente com a bike emprestada que tive roda 29'', confesso que me facilitava bastante a minha vida de ciclista!

Pedaladas boas,
casf

My english version:

Good cycling,

This marathon, which will in 4th edition, is labeled as one of the most difficult in the country. The Extreme are 100K with 4000+. For my training pace the 50K (Race), it is more than enough.

The start given downwards had several danger signs in some descents - in Estrela Sierra we can count on plenty loose rock - there were some witch I increased the concern going in my 26'' bike wheel with 2.00 tires, we can counted on the fingers those who go to a marathon with this wheel, is completely outdated and "bald" as they are, rip a tire was easy.


Till Tortosendo village had to cycling to go down, I was quite behind caring by descents, a stop for a liquid supply - the day was pretty hot - a photo and reach the single tracks witch Marco Macedo said at the briefing, we passed between houses lost in the middle of Estrela Mountain, residents showed up to see "bikes crazy" with its lycras in ways that lead to their gardens. I went by Marco, who were taking some photos, hang up the phone and even reply to my hello... Near the end of this section, with some rocks drops, almost dropped the bike towards the floor, if it wasn't "my acrobat vein", uufff!!!

In the 1st solid supply I measure 262mg/dL, without had fast insulin and reducing basal due to 2000+ in this place we had 300+, ate very  little, especially fruit and had enough water hydration. By this time was already alone, actual climbs began, some through purposely open paths in which the sensation of heat with vegetation touching us in the legs and arms, has heights that I regret to say, "I like cycling with heat "!!!. It's a blessing of Nature pollination already starts to finished!!!


Before reaching the 2nd supply (Cortes do Meio village), on the helicopter base, the "standard" phrase was if they could get us up, but before the negativity was the delicious supply, roast smoked sausage - delicious - black pudding, fresh cheese next to the pepper bottle, fresh water, juice, cola, cakes, fruit. I thanked to the Mrs. who willing us the table, to the organization, I redid my Electrolyte and point me to another ascent.


To return to Penhas da Saúde was a matter of looking up and follow the tracks markings, some more pronounced than others, were 20K, sometimes inclination slowed but on others I grateful to have my 3 dishes - I tired "grandmother" - at my own pace I reach the 53K with 1570+ after 4:42:03h, before lunch and after Vitargo Protein "they were" 172mg/dL.


This event did not tire me, if I can characterize as that, but compared to the bike I had borrowed, wheel 29 '', I confess that facilitated me a lot my cycling life!

Cycling good,
casf

8ª Maratona Rota da Cereja

Boas pedaladas,

Ao pequeno-almoço a glicemia "já estava cansada", 68mg/dL, portanto não dei rápida e reduzi as "normais" 10 unidade de lenta face ao esforço que ia ter, 72K, 8ª Maratona Rota da Cereja – Campeonato Regional de Maratonas da Beira Interior onde ia ser atribuído o título de campeão regional de BTT – vertente de XCM.


A previsão metrológica era de dia quente com alguma neblina, valeram-nos as nuvens de facto, por vezes era a única forma de "descansar" da agonia que cada secção de subida provocava.

A hidratação foi regra e a organização "já tem a escola toda", tinha pontos de água em vários locais e até as indicações para tal na ausência de elementos, exemplar!


No 1º abastecimento sólido, após as primeiras subidas, confirmei 98mg/dL, coloquei ao bolso algo para levar, agarrei-me a uma sandes de carne assada com coca-cola, banana, laranja, bolo, água, mais água para o bidon, o Vitargo Electrolyte ia sendo diluído, conclui logo alí, 25K, que devia ter levado mais...



Subimos até aos 1200m para a divisão das maratonas, acabavam as subidas para uns, outros, iríamos sofrer mais tarde...

Na Gardunha a vista "enche-nos" o pulmão e se é a descer, no cuidado para não cair, levamos sempre cara alegre. Passei por uns motards, tirei as fotos da praxe, parei para repor líquidos na Casa do Guarda. Fui notando umas placas da PR (Pequena Rota) que se aproximavam ao Louriçal do Campo... Há umas semanas atrás tinha feito parte do que agora estava a fazer de bike.


Lá estava o 2º abastecimento sólido, medi 112 mg/dL mas comi o suficiente para aguentar o suplício que ia ser… Apareceu um 4º rider, estávamos 3. Alguns quilómetros depois, em Castelo Novo, dois dos elementos com quem seguia ficaram, subi a estrada de alcatrão em direcção à fonte, já dentro da vila e fiz de piscina, tinha os pés em brasa, bebi água, voltei a encher o bidon e tirei umas fotos, invento de tudo para descansar!!!


Deixando Castelo Novo, já no trilho, apanhei o 4º rider, levava um furo no pneu e não tinha bomba. Durante e subida para as antenas fui parando de cansaço, completamente cansado o calor ajuda bastante ao desconforto, avistando as antenas da Gardunha a força voltou e chego ao 3º abastecimento. Ultimo? Há um colega mais abaixo, com um furo... Voltou para o controlo em Castelo Novo. Sim, és o último!



“Fui de moto” os 2K que faltavam de subida para daí ser sempre a descer até ao Fundão. Explico, por ser o ultimo, todos desesperam para acabar, eu que o diga. O rapaz que fechava a prova, na sua moto, foi-me empurrando até à descida… A partir daí foram mais de 30min. sempre a descer, mesmo assim exigia concentração, força de braços e pedaladas. Até para ser o último insisto e persisto, até me chateio, a glicémia nem me podia ver ao fim de 6:17:36h!

Pedaladas boas,
casf

My English version:

Good cycling,

At breakfast time my blood glucose was "tired" already, 68mg/dL, therefore didn't take fast and reduce the "normal" 10 insulin units from the basal, face the effort that would had, 72K, on 8th "Cherry Track" Marathon - Regional Beira Interior Championship Marathons which would be awarded the title of regional champion XCM.

The metrological forecast was for a hot day but cloudy, we had lucky, that cloud sometimes was the only way to "rest" from agony that each rising section caused.

Hydration was rule and the organization “already has the whole school", had water points in several locations and even directions to the absence of such elements, excellent!

In the 1st solid supply after the first climbs, I confirmed 98mg/dL, put something in my pockets to take way, I clung to a roast beef sandwich with cola, banana, orange, cake, water, more water for my bottle, the Vitargo Electrolyte was being diluted, I immediately conclude, 25K, should have taken more...


We climbed up to 1200m for marathons division, ended the increases for some, each other, we would suffer later...

In Gardunha Mountain the view "fills us" the lungs and if it’s downhill, taking care not to fall, we always take a happy face. I passed some motorbike riders, took some photos, I stopped in the Guard House to refill fluids. I started to notice some signs of "PR" (Small Route track) approaching to Louriçal do Campo... A few weeks ago I did part of that track with my family, but now was doing by bike.

There was 2nd solid supply, I measure 182mg/dL but ate enough to endure the punishment that would be... Appeared a 4th rider, we were 3. A few kilometers later, in Castelo Novo village, these two riders stay there in control point and I followed up on tar road towards the source, inside the village on a source I made it a pool, my feet were on fire, drank water, refill my bottle water and I took some pictures, I invent everything to rest!!!


Leaving Castelo Novo, already on track, got the 4th rider, he had a puncture and had no pump. During climb to antennas I was stopping of tiredness, completely exhausted with the sun helps a lot for that discomfort. When I saw the Gardunha antennas my strength back and get to the 3rd supply. Last one? There is a rider below, with a puncture... He returned to the control point down Castelo Novo. Yes, you're the last one!

"I went by motorbike" last 2K missing to start always rising down to Fundão. I explain, as the last one, all desperate to ended, I say so. The boy, who closed the race on his motorbike, was pushing me till there... From there were more than 30min. always down, still required concentration, arm strength and cycling. To be the last one I insist and persist until annoyance me, my glycemia was tired of me after 6:17:36h!

Cycling gOOd,

casf

GARDUNHA - I Trail Running

Boas corridas,

No fim-de-semana de 14/6 estive presente no “I Trail Serra da Gardunha”, organizado pelos Caminheiros do Fundão - Gardunha Viva.

Combinei com o Luís Quinta-Nova a nossa ida e às 7:15h já estávamos na estrada.

A minha glicemia, impecável, 172mg/dL praticamente não “mexi” nas doses de insulina, o trail ia ser pequeno.


Os levantamentos foram rápido mas a saída não, havia muitos atletas da estrada que claramente não se “enquadravam” neste tipo de evento, se fizessem controlo de material obrigatório, acho que mais de metade, não teriam saído.

Ao meu ritmo fui correndo mas o Luís ia com sequelas dos treinos do ginásio e os 3k iniciais "pediam" um peso leve para se poder correr.


Optei por esperar pelo Luís e seguimos juntos, o 1º abastecimento apareceu de imediato e recomendamos partir os quadrados de marmelada, com aquele tamanho pareciam “doping”!!!

A chuva apareceu quando íamos com meia dúzia de km, já eu, não parei de comer cerejas desde o início ao fim… As que nos deram com o levantamento do dorsal, das cerejeiras, as que estavam na separação dos percursos…


Daí até ao último abastecimento foi ainda mais rápido…

No abastecimento a Srª queixava-se de ninguém parar e com a chuva ainda pior...
- Áh mas nós temos tempo… Havia marmelada, água, sumos, batatas fritas, e isto?
- São pastéis de cereja!
- São bons, perguntamos ao mesmo tempo?
- Ainda estão mornos…
- Mornos… Vamos cá ver isso?

Uma delícia de pastel, para o ano volto de certeza…


Confesso que "me soube a muito pouco", passada hora e meia estávamos na meta, molhados e satisfeitos. Como o autocarro que levava os atletas estava combinado para as 12:30h e eram 11h decidimos voltar a pé, volta esta que conhecia da caminhadas dos Chocalhos e que nos voltou a “pedir” para comer mais cerejas.

Um trail a melhorar em alguns aspectos, nomeadamente no que diz respeito às “regras” neste tipo de evento, é que a Serra da Gardunha tem um elevado potencial para marcar o evento a nível nacional, a organização essa, sabe bem receber.

Corridas boas,
Casf


My english version:

Good races,

At 14/6 weekend I went to "I Mountain Gardunha Trail" organized by Fundão Walkers - Gardunha Viva.

I agree with Luís Quinta Nova to to together at 7:15am we were on the road.

My blood glucose, 172mg/dL hardly "shift" in my insulin doses, would be a small trail.


Collecting dorsal were fast but the start doesn't, there were many athletes from the road that were clearly not "framed" in this type of event, if organization required material control, I think more than a half would leave.

I ran at my pace but Luis was with some leg pain from gym trainings and initial 3k "asked for" a light weight to be able to run.


I chose waiting for Luis and follow together, the 1st supply appeared immediately and recommend slip the marmalade squares, with that size seemed "doping"!!!

It started to rain after half a dozen kilometres, I don't stopped eating cherries from start to finish... Those who have given us with dorsal lifting, from cherry trees, those were the separation of tracks...

From there to the last supply was even quicker...


In supply Mrs. complained about no one stop and because of the rain was even worse...
- Oh, but we have time... There was marmalade, water, juices, chips, and this?
- Are cherry tarts!
- Are they good, we ask at the same time?
- They're still warm...
- Warm ... Lets see it?

A delight pastel, for sure I'll be back next year...

I confess "I taste very little", after one hour and a half were in finish line, wet and happy. As the bus carrying the athletes were combined to 12:30pm and were 11am we decided to walk back, I knew the track... from "Chocalhos" walk, again in the middle of cherries trees "ask" to eat more cherries.


A trail that need some improvements, particularly regarding the "rules" in this type of event, Gardunha Mountain has a high potential to mark the event at a national level, the organization knows how to be hospitalist.

Race good,

casf

Triatlo do Fundão

Bom desporto,

As glicemias em jejum estão com um treino irrepreensível, 10/06/2015 - 142mg/dL - Triatlo do Fundão, versão Sprint.

Tive de "dar corda" ao carro para não chegar tarde ao Parque de Transição n. 1. Coloquei os ténis e "fugi" para o autocarro em direcção à Barragem da Capinha.


Na Capinha com água a 23,5°C encontrei alguns amigos, estreantes, repetentes e os profissionais... A glicémia, 10min. antes de saltar para a água marcava 241mg/dL. Não fiz nada além de uma unidade de rápida ao pequeno-almoço, seguida de ligeira redução da basal, o nervosismo "marcava o seu lugar".

Sem fato isotérmico nadamos mais lento, eu "pensei" que não. Saí da água quase que tirava a toca, a bike era das primeiras, aprumei tudo e fui, passei a descida, ultrapassando o trauma do meu 1º ano.

A relação das mudanças é mais "indicada" para as subidas mas consegui igualar o tempo do ano passado, com uma bike superior... À passagem das povoações o aceno aos atletas era notório, lembro-me inclusive de cumprimentar um agricultor nas suas lides e ele responder ainda com mais entusiasmo. Em 21k bebi um bidão de Vitargo Electrolyte muito diluído e ingeri um GEL.


A 1ª volta de corrida serviu para encontrar o ritmo certo, de barriga cheia, enquanto na 2ª já psicologicamente mentalizado para o final acelerei um pouco, dentro do possível!

Um ano depois, com muito menos treinos, exceptuando a corrida, piorei 2:09min. no tempo efectuado no conjunto das 3 transições. A glicémia registada no final foi 182mg/dL. Ao almoço e mesmo “só” com hora e meia de esforço, há que ter em atenção a normal tendência de hipo, pelo menos no meu caso. Devia ter vestido o “fato”!

Braçadas, pedaladas e corridas mesmo muito boas,
casf

Triatlo Fundão 2015:
# 111 5043 Carlos Farinha - V1 Individual 125 00:19:34 125 00:49:30 111 00:24:26 01:33:31h 00:31:25

Triatlo Fundão 2014:
# 143 5308 Carlos Farinha - V1 Individual 147 00:17:25 141 00:49:28 130 00:24:27 01:31:22h 00:31:52


My english version:

Good sport,

The fasting blood glucose levels are in a faultless training, 06/10/2015 - 142mg/dL – Fundão Triathlon, Sprint version.

I had to "wind up" my car to not be late for Transition Park n. 1. I put my snickers and "flee" to the bus towards Capinha Dam.

In Capinha with water at 23.5°C I found some friends, first-timers, repeaters and professionals... The blood glucose, 10min. before jumping into the water marked 241mg/dL. I didn’t take anything beside the fast insulin unit at breakfast, followed by slight reduction in basal, anxiety "marked the place."

Without isothermal suit we swam slower, I "thought" no. Out of the water my bike was in the first positions, I took all, passing the descent and surpassing the trauma of my 1st year.

My bike gears are more "suitable" for climbs but could match the time form last year, with a better bike... Pass by the villages the nod to athletes was notorious, I remember greeting a farmer in his labours and he respond me even more enthusiastically. In 21k I drank one water bottle from Vitargo Electrolyte very dilute and ingest one GEL.

The 1st round of race served to find the right rhythm, while in the 2nd already psychologically mentalized to the end I accelerated a bit, as far as possible!

A year later, with much less training, except the runs, got worse 2:09min. on the three transitions. The blood glucose recorded at the end was 182mg/dL. At lunch time and even "only" with an hour and a half effort, it is necessary to take into account the normal hypo trend, at least in my case. I must dress my “suit"!

Swim, cycling and even very good races,

casf